quarta-feira, 13 de junho de 2007

Quem gosta nunca esquece!!!

Hoje numa daquelas minhas digressões por 1001 blogs, resolvi viajar no mundo da nossa "Mestra", e o último post era dedicado a nós, Tun'Obebes!

Confesso que fiquei bastante feliz e ao mesmo tempo emocionada com todo o amor com que a Mestra fala de uma tuna, na altura com uma fama esquisita, mas que ela nunca esqueceu!! Nunca conheci a "Mestra", apesar de no meu tempo de caloirinha ter falado com ela ao telefone, por isso Mestra dia 7 de Julho vamos fazer o nosso jantar anual de final de ano e queria apelar-te e a todas as nossas velhotas.

Apareçam e nos passem um pouco das vossas experiências na Tun'Obebes. Pode ser que eu fique tão ou mais emocionada como fiquei ao ler o teu post. Leiam e deliciem-se com as memórias duma para sempre Tun'Obebes!!!

Beijocas Doces

Caramela

14 comentários:

Pensamentos Felizes disse...

Olá
A experiência de ter estudado na UM, sido caloira e depois Tuna da Tun'Obebes é das coisas mais fabulosas que me aconteceram. Se soubessem as saudades que tenho daquela sala, do cheiro dela, do calor, das gargalhadas, da amizade, do companheirismo, dos jantares, das saídas... houve atritos de vez em quando, há-os sempre quando se junta um grupo de pessoas com vivências diferentes mas tudo se supera graças à amizade, companheirismo e força que nos unia e que nos une, pois eu sinto-me ligada a todas vós mesmo não vos conhecendo, por isso o "nos". Este vai ser mais um jantar que vou falhar, o 7-7-7 é muito requisitado para casamentos e a mim calhou-me 1 na rifa lol!!!! mas sinto tristeza de não poder comparecer.
Nem sequer falei na minha ida à UM porque foi uma ida relâmpago, estive praí 2 horas em Guimarães. Está tão diferente, tão lindo... cada vez mais lindo!
mil beijinhos e espero conhecer-vos a todas muito em breve.
Cris

Pensamentos Felizes disse...

Só uma coisa que me esqueci... quando entrei na UM só sabia tocar piano e a Sónia Mota Prego que era na altura a magister da tuna disse-me que precisava de tocar um instrumento para entrar na Tuna. vai daí e como a vontade era tanta, pedi ao amigo CC que foi um dos fundadores da Afonsina para me ensinar a tocar e aprendi. A vontade era tanta mas tanta de pertencer a este grupo fantástico de mulheres...
As recordações voltam em catapulta lol!!!!!
Entrei no mesmo dia que a Filó e a Aguistar...
beijos
Cris

Pensamentos Felizes disse...

os nossos padrinhos, a Opum Dei, ainda existem???

Caramela disse...

Olá Mestra!!

É pena k t tenha calhado 1casório na rifa, a nós calha-nos sp o jantar de fim de ano nesse fds, o k é fantástico!! Mas este ano (2007) vamos ver se planeamos um grande jantar para juntarmos mais "velhotas"...

A Filó quase todas as que estamos activas conhecemos, mtas de nós fomos ao casamento cantar umas serenatas e agora soubémos k vem aí 1Afonsino de pandeireta na mão!! A Aguistar conhecemos este ano no festival de Pte de Lima, foi engraçado a encontrarmos num festival!!

É bom ouvir estas histórias, sabe bem ver que há pessoas que sentem saudades do que um dia vamos ter saudades... Eu falo p mim, kem m dera pro ano dp d acabar o curso continuar pertinho, pra continuar a "sentir o cheiro" e td o resto k ela traz!!

A Opum Dei existe, mas só na altura do Enterro da Gata, não temos qq ligação com eles, não sei se vocês tinham, mas nós nem os conhecemos!!!

Quando apareceres por Guimarães não hesites em contactar-nos, acredito k mtas de nós tenham curiosidade em conhecer o passado da tuna!!

Beijocas Doces para ti e para o Teu Alexandre

Pensamentos Felizes disse...

A Opum Dei há 14 anos atrás era uma tuna e foram eles que apadrinharam a nossa tuna quando ela se fundou. Eles eram um mundo aparte, completamente diferentes da filosofia "normal" de tuna, mais borga e bebedeira que música, era também o lema das fundadoras da nossa tuna, daí a fama... Vocês não têm o "Estes anos são viagem?" penso que eles tocaram nesse CD também.
beijos
Cris

Kaixas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kaixas disse...

Eu li o post da Mestra e achei fabuloso... Faço parte dos Jograis há 12 anos, e adorei o que escreveste...

Quanto ao dia 7/7/7... mau dia, é mesmo o dia para casamentos e outros eventos diversos... :-)

Quanto à Opum Dei, nós temos nos amarelos um dos fundadores, o Né, não sei se ainda te lembras (ele estudava Eng.ª Produção Têxtil, acho que se chamava assim). Eram realmente uma tuna diferente... eu já não chamaria tuna... :-) entretanto deixaram de existir em termos de actividade pública, e no ano passado deram um ar da sua graça (?) no 1º de Dezembro, mas nem sequer levaram instrumentos... entretanto, desapareceram de novo...

Quanto ao que diziam os amarelos, ainda dizemos sobre vocês: ATÉ QUE ENFIM APARECEM GAJAS BOAS!

:-)

Beijinhos pras todas, e principalmente prà Mestra, pelo seu texto divinal.

Filomena disse...

Olá meninas,

vamos ver se consigo ir ao jantar. Já disse ao maridinho que tem de me ir levar, porque eu agora estou um bocado limitada...

Ele de vez em quando ainda dá umas escapadelas para ir a ensaios ou actuações da Afonsina, mas ele trabalha em Guimarães e para mim é um bocado mais difícil.

Há umas semanas a Afosina actuou em Vila Verde e eu estive lá. Tb lá estavam os Jogralhos e estive com o Quim que tb apareceu lá.

É que isto é mesmo um bichito que fica dentro de nós e de vez em quando nos morde e nunca nos deixa esquecer.

Beijinhos para todas.

Ah e a viagem? Toca a fazer actuações nas aldeias e festinhas para juntar o dinheirito...

Beijinhos

Filo

Pensamentos Felizes disse...

Filo: Como está o Quim??? beijos
Cris

Pensamentos Felizes disse...

Kaixas:
As saudades são mais que muitas... Cada história hilariante que temos (na altura não se achou graça nenhuma...).
Quanto ao Né, de certeza que conheço mas ao fim de tantos anos pelo nome não me recordo. Eles eram tantos e tão doidos hehehe!!! A Saída para a festa do Boavista foi fantástica heheh!!! ainda me lembro que obrigaram os caloiros a entrarem enrolados em papel higiénico e a cara da Olga Cardoso ao vê-los bem... só visto mesmo.
A música que mais me recordo deles é "o tractor amarelo" :)
Houve um certo afastamento com a 2ª geração de tunas (da qual eu faço parte) qdo as fundadoras sairam uma vez que foi a partir daí que se mudou a fislosofia da tuna.
Quanto a sermos gajas boas, ainda bem que ainda o dizem porque é a mais pura verdade!!!
Um beijinho para ti e todos os jogralhos :)
Cris

Pensamentos Felizes disse...

Kaixas:
Perguntei à Filó mas devia perguntar-te a ti como estava o Quim... ;)

Kaixas disse...

O Kim está bem (ele escreve com "k" :-) ), de vez em quando lá tira o traje do armário, e ainda actua... outras vezes, aparece apenas pra estar com o pessoal durante os festivais. De resto, continua a estar presente e activo na Sala dos Jograis e em tudo que preparamos e fazemos (como a Filó comprovou em Vila Verde; eu também lá estive).

Kiss.

Rogeriomad disse...

O que mais curti no artigo...
foi o graffiti de uma seta ao lado da vossa janela... VANDALISMO PÁ! No meu tempo já não havia disso...
:P

Muito bom. :)
Enfim...

Pensamentos e sentimentos felizes de uma fase da vida...
Ah! Saudades...

Saudações afonsinas,

"Este parte, aquele parte
E todos, todos se vão
Oh terra, ficas sem homens
Que possam cortar teu pão
Tens em troca orfãos e orfãs
E campos de solidão
E mães que não têm filhos
Filhos que não têm pais

Corações que tens e sofrem
Longas ausências mortais
Viúvas de vivos mortos
Que ninguém consolará."
(Cantiga para os que partem)

Romeno a cantarolar...
ober

Cristina disse...

Olá Mestra .. Tb Adorei o teu post.. Este ano termino o curso e como já estou a estagiar torna-se dificil estar presente na tuna, agora tenho que aceitar que a vida de estudante terminou por mais que me custe :(!!
Tenho muita pena que não possas ir ao jantar pois tenho muita curiosidade de saber historias e peripecias da Tuna nos seus primeiros passos de vida... Como por exemplo o nome Tun'Obebes ??? Sabes de onde deriva? ou como surgiu?
Beijinhos muito grandes para todos os elementos da Tuna e para os nossos leitores tb :)
Estrelita**